Google+ Badge

sábado, 15 de agosto de 2009

HISTÓRIA - O IRMÃO FALOU

Pedro Affonso Collor de Mello (Maceió, 14 de dezembro de 1952 — 19 de dezembro de 1994) foi um empresário brasileiro, irmão do ex-presidente Fernando Collor de Mello. Comandava as empresas da família em Alagoas, Organização Arnon de Mello, TV Gazeta de Alagoas, Jornal Gazeta de Alagoas, Rádio Gazeta AM, Rádio Gazeta FM e Grafica Gazeta de Alagoas.

Pedro Collor denunciou um esquema de corrupção política envolvendo Paulo César Farias, tesoureiro de Fernando Collor. Essa denúncia, feita em entrevista exclusiva ao jornalista Luís Costa Pinto e publicada na revista Veja em edição com data de capa de 25 de maio de 1992, desencadeou o processo de impeachment do então presidente Fernando Collor. Pedro Collor morreu de câncer no cérebro em 1994, deixando esposa e três filhos, sendo um deles fruto do relacionamento com Regina Maria Habbema de Maia.

Livro sobre Collor

Junto com a jornalista Dora Kramer, Pedro Collor foi co-autor do best-seller nacional Passando a limpo - A trajetória de um farsante, publicado pela Editora Record em 1992. Relata no livro os bastidores do poder do governo federal sob os auspícios do irmão Fernando Collor e de PC Farias. Relata episódios de sua infância e da família Collor de Mello, seguindo pela indicação de Fernando Collor para prefeito de Maceió e suas duas eleições, para governador de Alagoas (1986) e presidente do Brasil (1989).

Passando a limpo revela os esquemas corruptos levados a efeito no governo Collor, além de fofocas de bastidores envolvendo traições, bebedeiras e uso de drogas. Pedro era o único alagoano dos cinco filhos do casal Arnon Afonso de Farias Melo e Leda Collor de Melo.

Nenhum comentário: