Google+ Badge

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Energia - Fundos de pensão garantem obra de Belo Monte

Funcef, Petrus e Previ terão cota de 27,5% no projeto de construção; participação é vital para obra de R$ 25 bi

Polêmica usina hidrelétrica no Pará é prioridade do governo; fundos questionaram rentabilidade de projeto

Os três principais fundos de pensão de empresas estatais do país decidiram participar do projeto de construção da usina hidrelétrica de Belo Monte (PA).

Segundo a Folha apurou, Funcef e Petrus participarão diretamente da construção. A Previ, fundo dos funcionários do Banco do Brasil, participa via Neonergia, empresa na qual é sócia da espanhola Iberdrola. A Funcef, fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal, terá uma cota de 7,5% no projeto.

O Petrus, fundo da Petrobras, entrará com 10%. A Neoenergia terá uma fatia de 10%. Em 12 de junho, a Folha antecipou que os fundos negociavam participação entre 25,02% e 30,02% do projeto. Segundo um auxiliar direto do presidente Lula, a participação dos fundos viabiliza o projeto de construção da usina hidrelétrica que é uma prioridade do governo.

De acordo com o que a Folha apurou, houve intensa negociação técnica entre o Ministério das Minas e Energia, a Casa Civil e os fundos de pensão para chegar a um acordo. Os fundos questionavam a rentabilidade do projeto, orçado em R$ 25 bilhões. Como há participação do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), a entrada dos fundos na construção da usina será sobre uma parcela do valor total previsto para a obra. Nas palavras de um auxiliar direto do presidente, foi encontrado um acordo técnico que viabilizou um projeto de importância política para o governo no ano eleitoral.

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, foi a mentora de Belo Monte quando ocupava a chefia da Casa Civil. Para o governo Lula, era uma questão de honra colocar de pé a construção de Belo Monte, criticada quando lançada. Alguns grupos empresariais, como as construtoras Odebrecht e Camargo Corrêa, boicotaram o projeto de Dilma nos bastidores. Com o apoio dos três principais fundos de pensão, Belo Monte ganhará fôlego para sair do papel.

MARIA CRISTINA FRIAS
COLUNISTA DA FOLHA
KENNEDY ALENCAR
DE BRASÍLIA

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Energia - Empresas engavetam os projetos de termelétricas

Neste ano, já foi leiloada Belo Monte e no dia 30 serão licitadas outras quatro hidrelétricas

A prioridade do governo em leiloar usinas de energia alternativa ou de hidrelétricas tem feito com que projetos bilionários de termelétricas sejam engavetados ou revistos. A pressão das empresas tem sido forte, mas o posicionamento firme da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) de deixar a energia térmica fora do planejamento dos próximos dez anos começa a afetar diretamente os planos estratégicos de investimentos de fundos de pensão e de empresas como MPX, do empresário Eike Batista, da portuguesa EDP e da novata Hidrotérmica, que tem o FI FGTS como sócio. A MPX e a EDP já têm investimentos de alguns bilhões em Pecém, mas agora têm que procurar alternativas, como a energia eólica.

Os fundos de pensão reunidos no FIP Energia PCH têm um projeto de 440 MW de térmica a carvão em que se pretende investir R$ 1,6 bilhão na região de Criciúma (SC). Sem perspectiva de leilão à vista, eles começam a negociar com autoprodutores e já pensam até mesmo em vender a energia no mercado livre. No Rio Grande do Sul, a Hidrotérmica comprou no mês passado um projeto de térmica a GNL de 1.600 MW, que está parado. Só para a usina seria necessário investir R$ 6 bilhões, mas o projeto servirá como base para a instalação de uma regaseificadora na região. "O RS não tem gás suficiente e a regaseificadora só se sustenta com a instalação da usina", diz Ronaldo Bolognesi, executivo da Hidrotérmica.

Tanto a Hidrotérmica quanto o fundo Energia PCH nasceram para investir em projetos de pequenas centrais hidrelétricas e tiveram que rever seus planos para o investimento em térmicas, pela dificuldade de licenciamento ambiental. Os dois agora tentam pressionar o governo para que seja feito um leilão regional, já que o próprio Operador Nacional do Sistema (ONS) já declarou que o Sul precisa de termelétricas para ter garantia de suprimento.

Para Maurício Tolmasquim, da EPE, a matriz energética ficou desequilibrada após o leilão de 2008 em que mais de 95% da energia vendida foi de usinas termelétricas, a maior parte movida a óleo combustível. Com a crise, passou a haver excedente de energia e em 2009 o governo apostou as fichas no leilão de eólica.

Neste ano, já foi leiloada Belo Monte e no dia 30 serão licitadas outras quatro hidrelétricas.

Está previsto também um leilão de energias alternativas. O governo espera ainda licenciar Teles Pires, que terá 1.800 MW. "No passado recente contratamos volumes expressivos de térmicas, mais do que o desejável, e agora vamos aproveitar que os licenciamentos de hidrelétricas estão andando", diz Tolmasquim.

Valor.

O trato elegante ao goleiro do Flamengo


Recebido na sala do Delegado, sem algemas, como uma verdadeira autoridade, o goleiro conversa sobre seu futuro com a autoridade.

A esposa, cúmplice do assassinato é conduzida algemadas, claro, é mulher.

Esses são alguns dos paradoxos da justiça, no Brasil.

A apelação do Bandido e suposto assassino para ficar no Rio foi intensa, mas não consiguiu e foi levado para MG.

Já com detenção temporária ou preventiva o goleiro não quer ir para Minas e deve ter solicitado à justiça para ficar no Rio e o primeiro pedido da justiça do Estado de MG já foi indeferido, assim ganha tempo.


Já em Minas Gerais vemos o Bruno algemado, com uniforme e sem a companhia do Delegado carioca de trato elegante.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

PPp

Governo entrega Hospital Metropolitano a Sefer

De nada adiantou o alerta feito pela Ordem dos Advogados do Brasil no Pará (OAB-PA) à governadora Ana Júlia Carepa para que ela não entregasse o comando do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência à organização social Idesma, pertencente ao ex-deputado Luiz Sefer, condenado a 21 anos de prisão por abuso sexual contra uma menina de 9 anos.

Na edição do dia 5, anteontem, o Diário Oficial do Estado (DOE) traz portaria assinada pela secretária estadual de Saúde, Sílvia Comaru, anunciando que o Instituto de Saúde Santa Maria (Idesma) ganhou concorrência que disputava contra outras três entidades para gerenciar o hospital.Segundo o DOE, o Idesma ganhou disparado a concorrência, com 65 pontos, contra 18 pontos da Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar (Pró-Saúde), e outros 15 pontos da terceira colocada, a Associação Paraense da Divina Providência.

A organização Cruz Vermelha Brasileira foi desclassificada, porque segundo as regras da concorrência teria “protocolado o projeto técnico de gerência do Metropolitano às 14 horas, extrapolando o horário máximo permitido no edital de convocação pública nº. 01, de 5 de abril de 2010, de até as 12 horas do dia 17 de maio de 2010”.

Leia a Matéria no Blog da Reporter Aqui

Pará - Atlas do Pará reúne informações dos municípios, regiões e estado


Estudantes, pesquisadores e gestores já têm uma nova e completa fonte de informações sobre o Pará: o Atlas de Integração Regional do Estado.

A obra reúne dados sociais, econômicos, ambientais, institucionais e de infraestrutura dos 143 municípios paraenses. O Atlas é uma fonte de conhecimento e uma ferramenta de planejamento, ressaltou o secretário de Estado de Integração Regional, André Farias, no jantar de lançamento da obra, na última terça-feira (28), no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.

O Atlas foi elaborado pela Secretaria de Estado de Integração Regional (Seir) em parceria com a Centrais Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte). Exemplares serão distribuídos para bibliotecas, escolas, órgãos públicos e institutos de pesquisa. Trouxemos uma equipe de consultores da Universidade Federal do Pará (UFPA) para trabalhar conosco na elaboração do atlas e, hoje, ele é mais um instrumento de integração do Estado. O Pará não tem como crescer e se tornar forte sem conhecer e combater as suas desigualdades, frisou André Farias.

O secretário de Estado de Planejamento, José Júlio Lima, presente ao evento, disse que o atlas reflete em seu conteúdo o resultado de políticas públicas desenvolvidas nos territórios. Ele traz o raio-x do Pará, um Estado de dimensões continentais, rico em municípios e diversidade , destacou o presidente da Associação dos Municípios das Rodovias Transamazônica, Santarém-Cuiabá e Região Oeste do Pará (Amut) e prefeito de Uruará, Heraldo Pimenta.

O prefeito agradeceu pela parceria da Eletronorte para consolidar o atlas e outros projetos da Seir, como os Planos de Desenvolvimento Regional Sustentável (PDRS), o repasse de patrulhas mecanizadas e combustível para as prefeituras recuperarem estradas, apoio para os planos diretores de alguns municípios e as obras de construção do porto de Marabá, no sudeste do Pará, e recuperação da orla de Cametá, no nordeste do Estado.

A Eletronorte sempre buscou o desenvolvimento do Estado. Com a Seir criamos ferramentas de planejamento para esse objetivo, completou o gerente de Implantação de Ações Socioambientais de Tucuruí, Crisogno Frazão Filho, que representou o diretor das Centrais Elétricas Brasileiras (Eletrobrás), Adhemar Palocci.

Fonte: Governo do Pará

terça-feira, 6 de julho de 2010

Pará - Indignação é pouca!

Tinha pensado ficar fora dessa troca de informações sobre os desdobramentos da condena a 21 anos de prisão do ex-deputado Luiz Afonso Saffer, que foi expulso do DEM, agora em liberdade e se preparando para uma campanha a deputado pelo PP, partido este, que nunca teve outro presidente a não ser o Deputado Gerson Peres, a quem conheço e respeito como pessoa, não como político.

Partido que hoje é da base aliada do PT, antes da base aliada do Almir Gabriel e antes da base aliada do governador Jader Barbalho. Deputado que com certeza nunca foi da chamada esquerda paraense, para hoje estar tão próximo da Governadora. Mas em fim, essa é outra história.

Quando entrei no blog do BACANA, fiquei passado. Como disse minha filha: Pai "me amarrota que estou passada”.


O PP deu legenda a um criminoso, praticamente condenado por estuprador? E ainda um deputado defende, citando a Carta Magna?.


Não meus estimados, aqui ninguém é junior nem amador, os que sabem ler e escrever e conseguiram superar as barreiras do ensino secundário, não se iludem com aquela história de que tudo mundo tem direito à defesa, direito consagrado na Constituição.


Neste caso, esse direito é uma verdadeira piada, uma ofensa à Inteligência das mães e pais que sofrem por verem suas filhas exploradas, estupradas e muitas vezes assassinadas por coronéis que impunemente tem permanecido no poder.


Só posso ficar passado frente à confirmação do Deputado Gerson Peres de que o PP deu legenda ao Seffer. Tristeza.


VEJA A MATÉRIA ABAIXO DO BLOG DO BACANA e confira como um anônimo que emite opinião em um blog é mais culpado e mais vergonhoso que um criminoso que já foi condenado pela CPI da pedofilia, que colocou em evidência, de forma detalhada, cada passo seguido pelo estuprador, agora candidato.
Mas antes de uma olhada a esta noticia ja difundida em jornais, só para lembrar a memória do Deputado Gerson:

"O deputado do Democratas é acusado pela polícia de ter abusado durante o período de três anos de uma menina de 13 anos que morava em sua casa. Segundo o acusado, é tudo invenção da garota. "Ela mentia muito, mas eu sou inocente", argumentou Seffer".


"Só que a polícia concluiu o inquérito e Seffer foi indiciado por estupro e por atentado violento ao pudor, considerando as provas que foram colhidas durante a investigação, conforme afirmou a delegada Cristiane Lobato."


Gerson Peres escreve ao blog do Bacana

Caro Bacana, Só agora tomei conhecimento do teu post, utilizando dois anônimos sobre o PP ter confirmado do Dr. Sefer como candidato.

O anonimato é crime. A pessoa que se acoberta neles perde a idoneidade para fazer perguntas desrespeitosas e indelicadas.

O PP não tem poderes para impedir o direito político do Dr. Sefer, por estar ele sob judice, defendendo-se em processo, dependente ainda de julgamento final na justiça. Em casa direi que a todos que nunca julguem sem o princípio constitucional da presunção da inocência e não julguem para não serem julgados. Isto é tarefa dos que exercem a sublima missão de julgar.

A decisão final judicial, o PP nunca deixou, nem deixará de cumpri-la. Boi não "avoa" enquanto a justiça não decidir. Para as mamãezinhas continua correto e elas tenho certeza repudiar o anonimato que é crime nefasto.

Ao Zé Antônio, respeitosamente, lembraria que toda criatura humana, inclusive os monstros, tem o direito constitucional do "contraditório, de ampla defesa e dos recursos e meios a ela inerentes"(CF, LV, art.5º) e "ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória"(CF.art.5º). No PP, a vergonha não o macula, enquanto aguarda a palavra final da justiça.

O anonimato isto sim é uma vergonha.
Gerson Peres

NOTA DO BLOG (do BACANA):

Caro deputado, bem vindo e escreva sempre que achar necessário. Mas fica aqui uma observação, o blog não "usou anônimos", o blog postou comentários anônimos, assim como todo blog do planeta.

A opnião deste blogueiro quando é dada aparece claramente aqui, assinada por mim mesmo. Sobre a postagem inclusive, não houve de minha parte manifestação de opnião, apenas a notícia por sí só.

Eu a tenho - opnião sobre essa notícia - deputado, mas não a manifestei aqui. Não dessa vez. abraços
Marcelo (BACANA).

Pará - O prazer de defender bandido




O advogado criminalista Márcio Thomaz Bastos tem um prazer idílico em defender vagabundos, traficantes, estupradores.

Já defende o médico estrupador de dezenas de pacientes em São Paulo, um tal Roger Abdelmassih.

Agora assume a defesa do Ex-Deputado Luis Afonso Sefer, o estuprador de mininas, também médico, dono de clínicas no Pará. 

Em tempo: O problema não é que o criminoso alugue um advogado de prestígio para sua defesa, tem tudo o direito. O blog constata, apenas, essa particular paixão do advogado Bastos, em defender estupradores.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Copa 2010 - PQP Me lembrei do Teixeira

Vejam só. O presidente da CBF declarou que quando se deu conta que o Dunga não prestava, já estava no meio do Atlântico e não tinha gasolina para retornar. Isso não foi percebido antes de decolar, disse Teixeira. Agora, era só rezar.

Imagine-se um piloto que não percebe essa falha ates de decolar o avião e na metade do voo avisa para os passageiros essa desgraça.
Assim não da.

A pergunta que não quer calar. Quando Dunga foi indicado para o técnico.
Qual era sua competência?, seu currículo?, sua experiência?.

Era apenas um aficionado e ponto.

Eram outros os interesses que motivaram ao Ricardo Teixeira para indicar um principiante para comandar uma das seleções mais importantes do Planeta. O que vc pensa?.

domingo, 4 de julho de 2010

copa 2010 - Uma homenagem ao time do Uruguai "La Celeste" , do poeta Mario Benedetti.

Futebol- O poder de fogo do Flamengo


O time da Raça Rubro Negra tinha de tudo:


Melhor centro avante, melhor defesa, maior goleador.

Tinha até um imperador.


Agora tiraram o título de matador, que ostentava Rogério Ceni, do São Paulo.


O verdadeiro Matador agora, e o goleiro Bruno, quer apostar?