Google+ Badge

terça-feira, 6 de julho de 2010

Pará - Indignação é pouca!

Tinha pensado ficar fora dessa troca de informações sobre os desdobramentos da condena a 21 anos de prisão do ex-deputado Luiz Afonso Saffer, que foi expulso do DEM, agora em liberdade e se preparando para uma campanha a deputado pelo PP, partido este, que nunca teve outro presidente a não ser o Deputado Gerson Peres, a quem conheço e respeito como pessoa, não como político.

Partido que hoje é da base aliada do PT, antes da base aliada do Almir Gabriel e antes da base aliada do governador Jader Barbalho. Deputado que com certeza nunca foi da chamada esquerda paraense, para hoje estar tão próximo da Governadora. Mas em fim, essa é outra história.

Quando entrei no blog do BACANA, fiquei passado. Como disse minha filha: Pai "me amarrota que estou passada”.


O PP deu legenda a um criminoso, praticamente condenado por estuprador? E ainda um deputado defende, citando a Carta Magna?.


Não meus estimados, aqui ninguém é junior nem amador, os que sabem ler e escrever e conseguiram superar as barreiras do ensino secundário, não se iludem com aquela história de que tudo mundo tem direito à defesa, direito consagrado na Constituição.


Neste caso, esse direito é uma verdadeira piada, uma ofensa à Inteligência das mães e pais que sofrem por verem suas filhas exploradas, estupradas e muitas vezes assassinadas por coronéis que impunemente tem permanecido no poder.


Só posso ficar passado frente à confirmação do Deputado Gerson Peres de que o PP deu legenda ao Seffer. Tristeza.


VEJA A MATÉRIA ABAIXO DO BLOG DO BACANA e confira como um anônimo que emite opinião em um blog é mais culpado e mais vergonhoso que um criminoso que já foi condenado pela CPI da pedofilia, que colocou em evidência, de forma detalhada, cada passo seguido pelo estuprador, agora candidato.
Mas antes de uma olhada a esta noticia ja difundida em jornais, só para lembrar a memória do Deputado Gerson:

"O deputado do Democratas é acusado pela polícia de ter abusado durante o período de três anos de uma menina de 13 anos que morava em sua casa. Segundo o acusado, é tudo invenção da garota. "Ela mentia muito, mas eu sou inocente", argumentou Seffer".


"Só que a polícia concluiu o inquérito e Seffer foi indiciado por estupro e por atentado violento ao pudor, considerando as provas que foram colhidas durante a investigação, conforme afirmou a delegada Cristiane Lobato."


Gerson Peres escreve ao blog do Bacana

Caro Bacana, Só agora tomei conhecimento do teu post, utilizando dois anônimos sobre o PP ter confirmado do Dr. Sefer como candidato.

O anonimato é crime. A pessoa que se acoberta neles perde a idoneidade para fazer perguntas desrespeitosas e indelicadas.

O PP não tem poderes para impedir o direito político do Dr. Sefer, por estar ele sob judice, defendendo-se em processo, dependente ainda de julgamento final na justiça. Em casa direi que a todos que nunca julguem sem o princípio constitucional da presunção da inocência e não julguem para não serem julgados. Isto é tarefa dos que exercem a sublima missão de julgar.

A decisão final judicial, o PP nunca deixou, nem deixará de cumpri-la. Boi não "avoa" enquanto a justiça não decidir. Para as mamãezinhas continua correto e elas tenho certeza repudiar o anonimato que é crime nefasto.

Ao Zé Antônio, respeitosamente, lembraria que toda criatura humana, inclusive os monstros, tem o direito constitucional do "contraditório, de ampla defesa e dos recursos e meios a ela inerentes"(CF, LV, art.5º) e "ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória"(CF.art.5º). No PP, a vergonha não o macula, enquanto aguarda a palavra final da justiça.

O anonimato isto sim é uma vergonha.
Gerson Peres

NOTA DO BLOG (do BACANA):

Caro deputado, bem vindo e escreva sempre que achar necessário. Mas fica aqui uma observação, o blog não "usou anônimos", o blog postou comentários anônimos, assim como todo blog do planeta.

A opnião deste blogueiro quando é dada aparece claramente aqui, assinada por mim mesmo. Sobre a postagem inclusive, não houve de minha parte manifestação de opnião, apenas a notícia por sí só.

Eu a tenho - opnião sobre essa notícia - deputado, mas não a manifestei aqui. Não dessa vez. abraços
Marcelo (BACANA).

Nenhum comentário: