Google+ Badge

sábado, 24 de setembro de 2011

Bispo Edir Macedo. Lavagem de dinheiro, evasão de divisas e formação de quadrilha.



A Justiça Federal em São Paulo abriu ação penal para investigar Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd), e mais três pessoas por lavagem de dinheiro, evasão de divisas e formação de quadrilha. A denúncia é do Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP), que também havia acusado o grupo de estelionato e falsidade ideológica, mas essas denúncias foram recusadas.

Além de Edir Macedo, foram denunciados o ex-deputado federal João Batista Ramos da Silva (que foi detido com R$ 10 milhões no Aeroporto de Brasília, em 2005), o bispo da Iurd Paulo Roberto Gomes da Conceição e a diretora financeira Alba Maria Silva da Costa. A denúncia foi oferecida no último dia 12. o MPF informou que irá recorrer em relação às denúncias não aceitas. A Justiça Estadual de São Paulo já aceitara denúncia contra o fundador e líder da igreja neopentecostal em 2009, mas o processo foi encaminhado à Justiça Federal devido à natureza dos crimes.

A nova denúncia do MPF usou elementos da acusação do Ministério Público paulista e incluiu informações novas, como a participação de doleiros no esquema criminoso. Outra diferença entre as denúncias é a redução do número de acusados, de dez para quatro. De acordo com a assessoria do MPF-SP, os seis suspeitos que ficaram fora da acusação do MPF continuam sendo investigados pela Polícia Federal.

De acordo com o procurador Sílvio de Oliveira, o grupo cometia estelionato contra os fiéis da Iurd, oferecendo “falsas promessas e ameaças de que o socorro espiritual e econômico somente alcançaria aqueles que se sacrificassem economicamente pela igreja”.

O procurador só denunciou crimes ocorridos entre 1999 e 2005, uma vez que foi só em 1998 que o crime de lavagem de dinheiro passou a integrar o ordenamento jurídico brasileiro. No entanto, ele citou vários episódios anteriores a esse período para explicar a estruturação do grupo e como o esquema foi montado.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

O Brasil não deve mais a ninguem la fora, mas os brasileiros sim devem aqui no Brasil

 Leiam a análise, muito bem explicada, didática do Economista Waldir Serafim.

SAIBA TUDO QUE LULA FEZ DE 2002 A 2010

Você ouve falar em DÍVIDA EXTERNA e DÍVIDA INTERNA em jornais e TV
e não entende direito vamos explicar a seguir:

DÍVIDA EXTERNA
= é como uma dívida que você deve para bancos e outras pessoas...

DÍVIDA INTERNA
= é como uma dívida que você deve para sua mãe, pai ou parente...

Quando LULA assumiu o Brasil, em 2002, os montantes eram:

*     dívida externa 212 Bilhões
*     dívida interna 640 Bilhões
*     Total de dívidas: 852 Bilhões

Em 2007 Lula disse que tinha pago a dívida externa. E é verdade.

Só que ele não explicou que, para pagar a externa, ele aumentou a interna:

Em 2007, no governo Lula:

*     Dívida Externa = 0 
*     Dívida Interna = 1 Trilhão e 400 Bilhões
*     Total de dívidas =  1 Trilhão e 400 Bilhões

Ou seja, a dívida externa foi paga, mas a dívida interna mais do que dobrou.

Agora, em 2010, você pode perceber que não se vê mais na TV e em jornais algo dito que seja convincente sobre a Dívida Externa quitada.

Sabe por quê?
Porque ela voltou.

Em 2010:

*     Dívida Externa= 240 Bilhões
*     Dívida Interna = 1 Trilhão e 650 Bilhões
*     Total de dívidas = 1 Trilhão e 890 Bilhões 
Ou seja, a dívida do Brasil aumentou em 1 Trilhão no governo LULA. 
Daí é que vem o dinheiro que o Lula está gastando no PAC, bolsa família, bolsa educação, bolsa faculdade, bolsa cultura, bolsa para presos, dentre outras bolsas... 
Não é com dinheiro de crescimento; é com dinheiro de ENDIVIDAMENTO.

Compreenderam?
Ou ainda acham que Lula é mágico? Ou que FHC deixou um caminhão de dólares pro Lula gastar?

Quer mais detalhes sobre dívida interna e externa do Brasil?
Acesse:
http://www.sonoticias.com.br/opiniao/2/100677/divida-interna-perigo-a-vista


 

domingo, 18 de setembro de 2011

Ana Júlia não está inelegível, Cláudio Puty (Deputado - PT). Você acha?


A Polêmica sobre a inelegibilidade da Ex-Governadora ANa Julia continua. O Deputado Cláudio Puty, declarou que é falsa a informação sobre a inelegibilidad e o advogado contesta com recurso à decisão. Mas o processo existe, o que falta é a decisão da justiça eleitoral. 

O que resulta estranho são as declarações do Puty no sentido da "existência de um movimento" que pretende destruir a figura pública da ex-governadora. Só se for o próprio partido da governadora que fez sua parte quando destruiu o potencial político e eleitoral da ex-governadora. Agora cabe a eles mesmos reconstruir alguma coisa do perdido e não à população paraense.


É a pura falta de memoria de quem pretende culpar ao povo do Pará da derrota do PT nas últimas eleições. 


O Deputado Puty tem uma grande dívida com Ana Julia. Ela trocou o Palácio dos Despacho pelo cargo do Deputado que ostenta o Puty. Essa foi avaliação do Próprio PT.


Veja a declaração do Puty e me diga se não tenho razão.

Continua a perseguição a Ana Júlia. Após 9 meses sem mostrar a que veio, os tucanos e seus aliados usam  seus meios de comunicação para espalhar notícias falsas acerca de uma suposta inelegibilidade de nossa ex-governadora.

Não é verdade. Ana foi multada, e cabe recurso a decisão, conforme explica a nota de seu advogado.

Há um claro movimento tentando destruir a figura pública de maior potencial eleitoral da esquerda paraense. Isso provavelmente vem daqueles que sabem que Ana ainda disputará, e vencerá, muitas eleições no futuro próximo.

O Tribunal Regional Eleitoral, por unanimidade, condenou a ex governadora Ana Júlia Carepa  à inelegebilidade por 08  anos, além de multa de 100 mil Uffir's.  Esta penalidade refere-se a acusação de abuso de poder econômico durante a campanha para o governo estadual no ano de 2010.




DO BLOG DO BILHETIM.

TRE condena Ana Júlia por abuso de poder econômico em 2010

O Tribunal Regional Eleitoral, por unanimidade, condenou a ex governadora Ana Júlia Carepa  à inelegebilidade por 08  anos, além de multa de 100 mil Uffir's.  Esta penalidade refere-se a acusação de abuso de poder econômico durante a campanha para o governo estadual no ano de 2010.
"Nunca imaginei que eu veria condenado, militante ou dirigente do PT por abuso de poder econômico. De fato, estava tudo fora de lugar dentro desta "nova" esquerda".

Novo relatório regional da ONU sobre eficiência de recursos traz estudos de caso do Brasil e de outros países da América Latina





O que:
Coletiva de imprensa de lançamento do relatório Eficiência na utilização de Recursos na América Latina: Perspectivas e Implicações Econômicas

Quem:
Elisa Tonda — Oficial de Projetos do PNUMA
Maria Amélia Enriquez — Especialista do Painel Internacional de Recursos do PNUMA
Volney Zanardy — Diretor do Departamento de Gestão Estratégica do Ministério do Meio Ambiente

Quando:
Sala Sérgio Vieira de Mello do PNUD
EQSW 103/104, Lote 01, Bloco D. Setor Sudoeste – Brasília, Brazil

Onde:
Terça-feira, 20 de Setembro, às 11h30m

Registro de jornalistas:
____________________

Recursos naturais, de matérias-primas a terra, água, ar e ecossistemas, são fundamentais para o funcionamento da economia e para a nossa qualidade de vida. Porém, a pressão sobre esses recursos continua a crescer. Políticas e medidas para a eficiência no uso de recursos, que garantam também a redução desse uso, são necessárias para sustentar o desenvolvimento econômico sustentável no planeta e, particularmente, nas regiões da América Latina e da Ásia-Pacifico.

O relatório da América Latina foca em três temas: 1) uso da água, 2) mudanças no uso da terra e 3) energia e mudanças climáticas. Tais questões são examinadas por meio de diversos estudos de caso sobre políticas e iniciativas relevantes no Brasil, Argentina, Chile, México, Paraguai e Uruguai.

O estudo apresenta quatro possíveis cenários para o período 2010-2030, no que diz respeito a mudanças nas principais variáveis que afetam a sustentabilidade e a eficiência de recursos.

Tanto a América Latina como a Ásia-Pacífico se tornaram regiões muito dinâmicas. Essas duas regiões exercem uma grande influência na sustentabilidade global, o que representa uma importante oportunidade para acelerar a transição para uma economia verde para todos.

Os relatórios sobre eficiência na utilização de recursos na América Latina e na região Ásia-Pacífico serão lançados simultaneamente em Brasília, no Panamá, México, Pequim, Nova Déli e Davos.

Brasil

Um dos maiores desafios ambientais enfrentados pela região latino-americana é reduzir o consumo da água. Dentre os casos analisados no estudo, está o da Bacia do rio Paraíba do Sul, onde as águas estão sofrendo grande pressão por consequência de 8.500 plantas industriais e do rápido crescimento da população da área. O relatório mostra que a implementação de impostos tem ajudado a mostrar o valor econômico dos recursos hídricos e a importância de seu uso sustentável.

-----------
Para participar da coletiva de imprensa, favor enviar e-mail com informações de contato para comunicacao@pnuma.org

Para maiores informações:
Amanda Talamonte
Assessoria de Comunicação
Escritório do PNUMA no Brasil
+55 61 3038-9237

Painel da Folha

RENATA LO PRETE - painel@uol.com.br

Pesos e medidas
Em conversa com auxiliares, Dilma Rousseff avaliou ter sido um erro optar, na formação do governo, por manter quase todos os partidos nos ministérios que ocupavam na gestão anterior. Para defender seu ponto de vista, a presidente citou distorções como o fato de o PR, uma sigla de porte médio, comandar o robusto Ministério dos Transportes, que só lhe foi dado, lá atrás, numa deferência de Lula ao vice José Alencar.
O PP abocanhou as Cidades mais ou menos na época em que, num acidente de percurso, elegeu o presidente da Câmara. Hoje, a representação da legenda no Congresso está aquém do tamanho da pasta.



Para mais O Esporte era pouca coisa quando foi dado ao diminuto PC do B. Mas agora há Copa e Olimpíada, e o partido, que tem ainda a Embratur e a Agência Nacional do Petróleo, está superdimensionado no governo.

Para menos Dilma reconhece que, por essa lógica, quem está subrepresentado na Esplanada é o PMDB.

Em tempo Na transição, um dos defensores do modelo "cada macaco no seu galho", que replicou em boa medida o desenho partidário do ministério de Lula, foi o vice Michel Temer (PMDB).

Dupla dinâmica A parceria entre Francisco Dornelles (PP-RJ) e Lindberg Farias (PT-RJ) em repetidas e tensas reuniões no Senado sobre a partilha dos royalties do petróleo rendeu-lhes o apelido de "Batman e Robin".

Duelo? Depois da retirada da candidatura de Jovair Arantes (PTB-GO), outros dois deputados devem desistir de concorrer a uma vaga de ministro do Tribunal de Contas da União: Sérgio Brito (PSC-BA) e Vilson Covatti (PP-RS). Restarão ainda seis nomes inscritos para a eleição desta quarta no plenário da Câmara, mas a disputa real deve se dar entre Ana Arraes (PSB-PE) e Aldo Rebelo (PC do B-SP). Isso se Aldo também não mudar de ideia.

Calculadora A CNB, corrente majoritária do PT, se reúne amanhã para discutir a eleição de 2012. Será a segunda tentativa de referendar Fernando Haddad como candidato do grupo à prefeitura paulistana. Mas não há consenso. "A chance é de 50%", arrisca um aliado do ministro da Educação.

Arquibancada 1 Geraldo Alckmin abriu consulta aos presidentes dos grandes clubes de futebol sobre o projeto que libera a entrada de bandeiras nos estádios, aprovado pela Assembleia paulista. Antes de vetá-lo ou sancioná-lo, o tucano quer saber se os cartolas consideram viável a mudança, desaconselhada pela Polícia Militar.

Arquibancada 2 Do seu time do coração, o Santos, o governador recebeu sinal verde. Luis Álvaro Ribeiro disse acreditar que a festa nos gramados ficará valorizada com a medida. O mesmo afirmou Andrés Sanchez, que preside o Corinthians.

Preliminar O comitê organizador local convocou as sedes da Copa amanhã ao Rio para transmitir novas instruções sobre segurança nas arenas. A ideia é explicar as diretrizes da Fifa aos dirigentes regionais antes da conferência unificada sobre o tema promovida pelo Ministério da Justiça, na sexta-feira, em Porto Alegre.

Boleiros Mais dois ex-jogadores devem se aventurar nas eleições para as Câmaras Municipais em 2012. Zé Elias (ex-Corinthians) é cortejado pelo PPS para disputar vaga de vereador na capital paulista e Washington (ex-São Paulo e ex-Flu) se filiou ao PDT de Caxias do Sul (RS).

com LETÍCIA SANDER e FABIO ZAMBELI

tiroteio

"Nós achávamos que o 'caçador de marajás' havia se convertido à democracia, mas parece que não. Será que tem mais uma Elba da qual ele não quer que o país saiba?"

DO DEPUTADO ANDRÉ VARGAS (PT-PR) sobre Fernando Collor (PTB-AL), que ironizou a defesa petista da Lei de Acesso à Informação, cuja votação o senador tenta adiar, lembrando que o partido reivindica marco regulatório para a mídia.

contraponto

Manda quem pode

Na recente sabatina do novo diretor-geral do Dnit, o senador Blairo Maggi (PR-MT) discorria sobre a dificuldade em fazer uma rodovia em região de Mato Grosso onde há uma reserva indígena.
-Os índios, na época, não permitiam a passagem. Mas essa mudança tem praticamente vinte anos que foi feita. A gente conhece os índios muito bem, eles eram muito amigos do meu pai. Tem até um lá que se chama Blairo.
Eduardo Braga (PMDB-AM) não perdeu a deixa:
-No mínimo, ele é o cacique da tribo!