Google+ Badge

sábado, 28 de junho de 2014

Secretária da SEICOM, assessores de imprensa e técnicos da Secretaria visitam Jornal "O Liberal"

Visita protocolar que durou mais de duas horas de conversa sobre temas diversos. Entretanto o que predominou foi o desenvolvimento do Pará, o Plano de Mineração e as enormes possibilidades do Estado continuar o caminho de desenvolvimento sustentável. 


Fonte: O Liberal 

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Le Monde: Improvisação e simpatia salvam a Copa do Mundo no Brasil



Improvisação, alegria, paixão pelo futebol e simpatia
formam as condições ideais para a aparição do "milagre brasileiro" durante a Copa do Mundo, de acordo com reportagem publicada nesta segunda-feira pelo jornal francês "Le Monde".

Se a perspectiva para o Mundial era o caos, com manifestações violentas, infraestrutura do país em colapso e ameaças de revolta contra a entidade que organiza o evento - a Fifa -, o desdobramento dos fatos se mostrou amplamente favorável à competição.

"Chame-o de milagre brasileiro. Há três meses, vários problemas e temores cercavam a realização da Copa do Mundo no Brasil: estádios inacabados ficariam vazios, movimentos sociais atrapalhariam a realização do evento, o transporte público provocaria o caos (...) As preocupações parecem ter desaparecido com o início da cerimônia de abertura. Depois de pouco mais de uma semana de competição, a catástrofe anunciada não ocorreu", afirma a publicação.

O jornal lembra que há problemas estruturais no Brasil da Copa, mas que o bom humor e a receptividade do brasileiro compensam. Se por um lado a rede telefônica falha, turistas são recebidos com sorrisos. Se o engarrafamento é inevitável, o estrangeiro poderá entrar no clima da competição ao observar as ruas pintadas de verde e amarelo. Além disso, a presença e a festa nos estádios é animadora.

A reportagem cita alguns exemplos de falhas na organização do evento, como fios desencapados em estádios, invasão de torcedores chilenos e argentinos no Maracanã e as filas intermináveis para os torcedores adentrarem as arenas. Até Pelé, que não acompanhava um jogo de futebol pelo rádio desde 1950, foi prejudicado pelo estrangulamento do tráfico viário: preso em um engarrafamento em São Paulo, só conseguiu assistir na TV o segundo tempo do jogo do Brasil contra o México.

"Antes do início da Copa, um dos líderes do comitê organizador respondeu às críticas sobre a organização do evento: 'Na pior das hipóteses, vamos improvisar'. Não sem sucesso. É o milagre brasileiro", diz a reportagem.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Do lado da Presidenta Dilma, Sarney é vaiado no Amapá

Sarney é vaiado no Amapá em entrega do Minha Casa, Minha Vida


MACAPÁ - Em um ato repleto de apoiadores do governador do Amapá, Camilo Capiberibe (PSB), para entrega de unidades habitacionais do Minha Casa Minha Vida, os beneficiários do programa vaiaram o senador José Sarney (PMDB-AP), que vai ser candidato à reeleição neste ano.

A plateia gritou “fora Sarney” por quatro vezes, quando o senador apareceu no telão ao lado da presidente Dilma Rousseff na entrega de uma das casas e, depois, quando foi anunciado para subir ao palco. O coro só não foi maior do que aquele em favor do governador, aos gritos de “Capi” quando Camilo e seu pai, o senador João Capiberibe, tinham os nomes citados ou apareciam no telão.

Uma ala do PT sentada à frente, na parte destinada às autoridades, tentou puxar por seis vezes o coro “olê, olê, olê, olá, Dilma, Dilma”, mas não foi acompanhada pelo resto da plateia.

O PT entra como vice na chapa de Capiberibe, mas, com a decisão de Sarney de concorrer à reeleição, é pressionado pela direção nacional a mudar de lado para apoiar a chapa do pemedebista, que vai ter o ex-governador Waldez Góes (PDT), preso durante a campanha de 2010, candidato novamente ao governo.
Por Raphael Di Cunto | Valor

domingo, 22 de junho de 2014

Em bom português. Isso é para todo mundo ouvir!


“Há dois caminhos a serem seguidos quando um projeto tão promissor como o liderado pelo governador (Simão Jatene) começa a sofrer ameaças: ou você atira pedras ou você apoia.

Em bom português. Isso é para todo mundo ouvir!



Mais de mil pessoas, entre elas 11 prefeitos do sul do Pará, participaram na noite de ontem, 20, do anúncio da coligação entre os partidos PSC e PSDB, pela qual o deputado federal Zequinha Marinho (PSC) compõe como vice a chapa liderada por Simão Jatene, pré-candidato à reeleição pelo PSDB. O evento também reuniu dezenas de vereadores, vice-prefeitos, ex-prefeitos e lideranças comunitárias e líderes religiosos de todos os 20 municípios da região, realizado numa sede particular no município de Xinguara.


A aliança entre o PSDB e o PSC foi a responsável por reunir uma diversidade tão grande de políticos e representantes de diferentes segmentos sociais. Até mesmo membros de partidos adversários na atual conjuntura política paraense compareceram ao local para cumprimentar o governador Simão Jatene, que chegou ao evento na companhia do deputado federal Wandenkolk Gonçalves, do senador Flexa Ribeiro e do vice-governador Helenilson Pontes. “Há quem pense que trata-se de um convite recente, mas na verdade este mesmo convite já havia sido feito muito antes, o que mostra ser o meu apreço, respeito e consideração pelo sul do Pará antigo e recorrente”, falou Jatene em seu pronunciamento.


O deputado federal Zequinha Marinho mostrou-se entusiasmado e confiante com a aliança. “Há dois caminhos a serem seguidos quando um projeto tão promissor como o liderado pelo governador (Simão Jatene) começa a sofrer ameaças: ou você atira pedras ou você apoia. E nós, do PSC, resolvemos apoiar com unhas e dentes para que o desenvolvimento do Estado permaneça no caminho certo”, destacou, durante o pronunciamento, Marinho.


O Liberal. 22/06/2014 


SEICOM. Ações estratégicas para o desenvolvimento do Pará - "Nossos únicos inimigos são a pobreza e desigualdade". SIMÃO JATENE


Agenda positiva ressalta importância de agregação de valor na cadeia produtiva e promoção do empreendedorismo. 



Fonte: SEICOM/PARÁ