Google+ Badge

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Ciência e Tecnologia - O universo como ninguém nunca viu

Maior telescópio espacial do mundo começa a registrar imagens do cosmos com grande nitidez



O Observatório Espacial Herschel, maior telescópio espacial do mundo, lançado em maio pela Agência Espacial Europeia, acaba de apresentar à comunidade científica o seu cartão de visitas: o retrato mais nítido já feito da galáxia do Rodamoinho, muito famosa entre os astrônomos. O instrumento permitirá observar regiões distantes e inexploradas do universo com grande nitidez.

O telescópio foi batizado em homenagem a Frederick William Herschel (1738-1822), músico alemão que mais tarde se tornou astrônomo e descobriu o planeta Urano e a radiação infravermelha (percebida por nós como calor). O instrumento é o primeiro capaz de detectar a emissão de um tipo específico dessa radiação – o infravermelho distante –, única faixa do espectro luminoso ainda não observada no universo e inacessível a partir da Terra, porque é absorvida pela umidade da atmosfera.

“Herschel é um telescópio espacial muito versátil”, diz Michael Rowan-Robinson, astrofísico do Imperial College London (Inglaterra) e autor de um artigo sobre o telescópio publicado na Science desta semana. “Ele irá estudar a física e a química molecular de quase todos os tipos de objetos celestiais frios, de nossa própria vizinhança até os limites do universo.”

Acesse a reportagem completa de revista Ciência Hoje
Aqui

Nenhum comentário: