Google+ Badge

sexta-feira, 31 de julho de 2009

CHILE - COM A CONSERTAÇÃO FRAGMENTADA BACHELET APOIA CANDIDATO DA CENTRO DIREITA

Em São Paulo, onde participou em reunião com empresários brasileiros a Presidenta Bachelet criticou ao candidato que fora do seu partido, o Partido Socialista, Marco Enríquez, hoje fora da concertação, como mais três candidatos de esquerda que concorrem, por fora da concetação, à presidência do Chile (as eleições se realizarão em dezembro de 2009).
Nem o candidato da ultradireita Sebastião Pinheira recebeu tantas críticas como seu ex colaborador Marco Enríquez.

As críticas que recebeu Enríquez são parecidas às que recebe a Ministra Dilma aqui no Brasil, por parte da oposição: a falta de experiência para governar. Curiosamente são precisamente esses os pontos fortes que tem feito com que Enríquez se potencialize junto aos jovens no pleito eleitoral Chileno. Sua juventude, seus valores éticos sua falta de compromisso com as oligarquias corruptas que ainda predominam em Chile e sobre todo, sua visão inovadora de resgatar os valores e iniciativa criativa das novas gerações para construir um modelo de sustentabilidade no Chile. Enríquez é Deputado por uma região no Chile e fou eleito com uma folgada maioria de votos.

Meio ambiente, Saúde, educação e inovação, são levadas em sério pela candidatura de Marco Enríquez. O Candidato independente está hoje com mais de 20% das intenções de voto.

Eduardo Frei, Filho do falecido Ex-Presidente Eduardo Frei Montalva, que apoio o Golpe Militar do Pinochet e justificou a massacre de chilenos durante a ditadura militar, também foi presidente depois da queda da ditadura militar. Fez um governo midiocre e graças ao carisma e liderança de Ricardo Lagos a concertação retomou o caminho do progresso social.
Leia mais sobre o tema.

Aqui

Nenhum comentário: