Google+ Badge

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Eleições - PT já tem candidata a Presidente, só falta definir seu vice. Você gostaria desse aí?


PT rejeita menção ao PMDB em texto sobre campanha de Dilma
Último Segundo

Já começou mal esse processo de escolha do candidato a vice na Chapa da Dilma.

Os 1.300 delegados do 4º Congresso Nacional do PT rejeitaram em peso uma menção explícita ao PMDB na resolução sobre estratégia eleitoral e política de alianças para a campanha de Dilma Rousseff.

A proposta, que partiu de parte do grupo majoritário formada por setores da corrente Construindo um Novo Brasil e Novos Rumos, previa uma mudança no texto base, que fala apenas na prioridade em "fortalecer um bloco de esquerda e progressista" e "agregar forças políticas de centro". Não há menção direta ao PMDB nem qualquer outro partido aliado.

Com o objetivo de fazer um afago no PMDB depois de uma série de trombadas quanto a questões estaduais e à escolha do vice de Dilma, queriam aprovar uma emenda alterando o texto para: "manter a coesão das forças políticas, econômicas e sociais que integram a atual base do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, particularmente o PMDB".

Com isso, esperavam agradar tanto aos peemedebistas como a setores do empresariado que apoiam o governo.

A emenda foi defendida no plenário pelos deputados José Genoino e Carlos Zaratini. Mas o presidente do partido, Ricardo Berzoini, conseguiu reverter a situação ao defender a manutenção do texto base. Ele argumentou que o texto não deveria fazer menção direta a qualquer partido. O PT não quer melindrar outros aliados como o PSB, do deputado Ciro Gomes.

O resultado foi uma vitória esmagadora da tese defendida por Berzoini.

Entretanto....

Dilma elogia presença do PMDB no congresso do PT e pede governo de coalizão

A chefe da Casa Civil, ministra Dilma Rousseff, aprovou a presença de líderes do PMDB no lançamento de sua pré-candidatura à Presidência da República e defendeu que o Brasil seja governado por uma coalizão de partidos.

O PMDB deverá indicar o candidato a vice na chapa de Dilma. O mais cotado é o presidente da legenda, deputado Michel Temer (SP), que ocupou hoje (20) assento ao lado de Dilma na mesa principal do Congresso Nacional do PT, realizado em Brasília.

“Foi boa a presença deles aqui. É preciso uma base coesa em cima de um só programa de governo. Não é desejável o governo de um só partido”, disse a pré-candidata, negando qualquer dificuldade para convencer os líderes do PMDB a participar do evento petista.

A ministra admitiu ter ficado emocionada e nervosa durante o discurso proferido logo após ter sido formalizada sua pré-candidatura à sucessão presidencial.

Ao final da rápida entrevista após o evento, que celebrou também os 30 anos do PT, Dilma brincou com um dos jingles de sua pré-candidatura que faz referência a Lula como “o cara”, expressão usada pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao se referir a Lula. No jingle, Dilma é tratada como “coroa”. “De um determinado ponto de vista é muito bom ser a coroa”, comentou a pré-candidata.

Nenhum comentário: