Google+ Badge

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Internacional - Candidato presidencial chileno diz a Lula que integração será prioridade

Brasília, 20 out (EFE).- O candidato presidencial chileno Marco Enríquez-Ominami se reuniu nesta terça-feira com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a quem assegurou que a integração será sua "prioridade", se vencer as eleições de 13 de dezembro.

"Quis dizer ao presidente Lula qual é o projeto de integração e de relações exteriores", caso chegue ao poder, disse a jornalistas o candidato independente, que, segundo as mais recentes pesquisas, tem intenções de voto de 17%.

O favorito para vencer as eleições nas quais será eleito o sucessor da presidente Michelle Bachelet é, até o momento, o opositor de direita Sebastián Piñera (37%), enquanto as pesquisas concedem ao governista Eduardo Frei o segundo lugar (28%).

Enríquez-Ominami, que saiu do Partido Socialista para ser candidato independente, conversou com Lula sobre assuntos regionais e expressou seu interesse em fortalecer as relações do Chile com os países sul-americanos nos âmbitos político, econômico, comercial e até no esportivo.

Disse que perguntou a Lula sobre a experiência do Brasil diante da organização da Copa do Mundo de 2014, assim como dos Jogos Olímpicos de 2016, que acontecerão no Rio de Janeiro, e reiterou sua aspiração a que o Chile seja sede do torneio de futebol em 2026.

Também mostrou interesse pelos programas sociais desenvolvidos por Lula desde que chegou ao poder, em 2003, e pelo sistema de votação eletrônica utilizado no Brasil.

Enríquez-Ominami, que expressou sua admiração pelo futebol brasileiro, presenteou Lula com uma camisa vermelha da seleção do Chile com o número 2, que identifica sua cédula no pleito e que o presidente mostrou sorridente aos fotógrafos.

Fonte Agencia EFE

Nenhum comentário: