Google+ Badge

domingo, 20 de maio de 2012

Lula gastou e a Dilma tem que arrumar a casa, e quem paga a conta?



O governo Lula surfou uma década na economia da abundância. Quando todos queriam poupar para o futuro Lula recomendou gastar muito, ir às compras. Cada ano repetia o anterior. Contra toda recomendação monetarista o governo gastava sem limites. Os bancos com as melhores taxas de juros para enriquecer banqueiros e industriais.

Benditas commodities, só isso nos encheu de divisas, aplicadas, principalmente em investimentos sociais.

O resto da América Latina crescia menos e poupava muito. Ruim porque não desfrutaram da onda de bonança da economia mundial, que gerou um estoque de dólares que aí estão. Podemos viver uma estagnação com inflação.

A previsão de crescimento para o Brasil diminui cada dia, já está nos 2,5% e pode ainda crescer menos, além do mais, existe uma tendência de reprimarização da economia,  da qual Brasil não escapa e, especificamente no Brasil, a falta de planejamento do passado, tem feito com que a economia tenha perdido competitividade.

Os planos se sucedem, mudam de nome, mas tudo continua muito parecido. A Política Industrial, Tecnológica e de Comercio Exterior (PITCE), depois a Política de Desenvolvimento Produtivo e hoje temos a Política Industrial Brasil Maior. Vamos ver qual será o próximo Plano, já que terá que haver outro para dar resposta a crise da Europa, que terá seus efeitos nos países emergentes.

Nenhum comentário: