Google+ Badge

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Não quero ofendê-lo (tradição islâmica)


Durante sua peregrinação a Meca, um homem santo começou a sentir a  presença de Deus. No meio de um transe, ajoelhou-se, escondeu o rosto, e rezou:

“Senhor, quero pedir apenas uma coisa na minha vida: que eu tenha a graça de jamais ofendê-lo”.

“Não posso conceder esta graça”, respondeu o Todo-Poderoso. “Se você não me ofender, não terei motivos para perdoá-lo. Se eu não preciso perdoá-lo, você em breve esquecerá também a importância da misericórdia para com os outros. Por isso, continue o seu caminho com amor, e deixe-me praticar o perdão de vez em quando, para que você também não se esqueça desta virtude”.
Paulo Coelho

Nenhum comentário: