Google+ Badge

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Negocio da China. Biodiversidade pode entrar na troca.


 ��CHINA

Negócio
 
O Pará está descobrindo o
tal negócio da China. Que
o digam empresários e os
secretários das áreas de
Produção, Pesca e Mineração
do governo, depois do
encontro, sexta-feira passada,
com a missão chinesa no CIG,
comandada pelo presidente
da Câmara do Comércio
Brasil-China, Charle Tang,
naturalizado brasileiro e
profundo conhecedor das
potencialidades do Estado
na geração de negócios. A
China, para quem não sabe,
dispõe de US$ 3 bilhões
para investimento e tem hoje
o maior banco do mundo.


Troca

O negócio é o seguinte: a
China está disposta, desde
que tenha contrapartida,
a trazer uma siderúrgica
completa, só para instalar
no Pará, projetos de mineração
e biodiversidade. Em
troca, oferece fábricas de
moto, ônibus, investimento
em pesca e modernização
dos portos. Quanto à pesca,
setor que segue capengando
no Estado, os chineses planejam
fazer “joint venture” ou
trazer outro modelo capaz
de aproveitar 100% do potencial
da região.


Reporter 70 - O Liberal.

Nenhum comentário: