Google+ Badge

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Pará - Marabá é a 2ª cidade mais violenta do Brasil "Marabala"


O Ministério da Justiça e a Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgaram nesta terça-feira, 24, um estudo que mostra como é a exposição dos jovens brasileiros à violência. De acordo com o levantamento, dez cidades apresentam o Índice de Vulnerabilidade Juvenil (IVJ) alto para pessoas com idade entre 12 e 29 anos, num levantamento feito em 266 municípios com mais de 100 mil habitantes.

Embora nenhuma cidade que faça parte do ranking das 10 mais violentas, grande parte encontra-se na região metropolitana dos Estados. Segundo os dados, Itabuna (BA), Marabá (PA), Foz do Iguaçu (PR), Camaçari (BA), Governador Valadares (MG), Cabo de Santo Agostinho (PE), Jaboatão dos Guararapes (PE), Teixeira de Freitas (BA), Serra (ES) e Linhares (ES) são as cidades onde os jovens brasileiros estão mais expostos à criminalidade.

Depois de Marabá, entre as cidades do Pará vem Ananindeua que está em 18º lugar, seguida de Belém (34º), Castanhal (49º) e Itaituba (104º).

Já as cidades de São Carlos (SP), São Caetano do Sul (SP), Franca (SP), Juiz de Fora (MG), Poços de Caldas (MG), Bento Gonçalves (RS), Divinópolis (MG), Bauru (SP) e Jaraguá do Sul (SC) registram os menores IVJs.

(Com informações da AE)

Um comentário:

Anônimo disse...

Bom dia,
Fiquei triste como o resultado desta pesquisa, mais é a realidade pura, infelismente.Marabá é uma cidade pobre em sua arquitetura e os jovens não gostam de estudar a maioria.E os que gostam tem poucas oportunidades pela falta de incentivo do governo municipal.Sem falar na saúde pública,sei que todas as cidades enfrentam dificuldades nas áreas de educação e saúde, mas Marabá supera todas as expectativas.Acho que tambem esta faltando amor,credo e qualificação profissional.Tenho um filho que mora lá,trabalha e ganha o dobro do que ganhava aqui,pergunto-me até que ponto vale a pena?? rezo todos os dias pedindo a proteção dele e da sua respectiva familia.Outrossim, chego a conclusão que moramos bem aqui na Ilha do Amor.
Obrigada pela sua atenção.Grata
Sílvia Setúbal/São Luís-Ma