Google+ Badge

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Pará - Mais pedóilos são protegidos da Universal do Reino de Deus



Michel dizia quer levava as "irmãs" para a igreja e abusava dela

Com a desculpa de levar as crianças a uma igreja da Assembleia de Deus, o evangélico Michel Barbosa dos Santos, 29, é suspeito de ter abusado sexualmente de duas irmãs, uma de 10 e outra de 12 anos, no bairro do Barreiro, em Belém. O acusado chegou a fazer ameaças às crianças para que elas não falassem para a mãe. Ontem, quando a menina de 10 anos foi levada ao médico, foi constatado que já teria sido abusada sexualmente.

Tudo começou em julho, com a aproximação de Michel com a mãe das crianças, que não quis se identificar. O evangélico se comprometeu em levar as meninas para as atividades da igreja. Uma vez por semana ele passava na casa das crianças para buscá-las. O tempo foi passando e a confiança da mãe foi aumentando com o evangélico.

Além de buscar as meninas ele também passou a frequentar a casa que elas moram. Em meio a esse tempo, em vez dele levá-las à igreja, ele passou a desviar o caminho e levar a menina de 10 anos para a própria casa. A vítima disse que o ato sexual ocorreu duas vezes na residência do homem. “Ele ficava pegando em mim e me levou duas vezes para a casa dele”, relatou a menina.

A criança contou para a mãe como tudo aconteceu e assim ela foi levada para uma médica ginecologista que confirmou o abuso. Michel não assediava somente a menina de 10 anos, ele também fazia o mesmo com a irmã da menina, que tem 12 anos, com ela ele fazia carícias. Na tarde de ontem, a mãe das meninas registrou ocorrência contra o tarado na Seccional da Sacramenta, onde em depoimento, perante a mãe ele disse que assediava apenas a menina de 12 anos e negou qualquer ato contra a menina de 10 anos. (Diário do Pará).

Nenhum comentário: