Google+ Badge

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Pedra de Lourenço, destruição ambiental de enormes proporções



SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE (SEMA) INFORMA SOBRE LICENCIAMENTO DA PEDRA DE LOURENÇO.


O Derrocamento do Pedral do Lourenço, no Rio Tocantins, seria uma verdadeira irresponsabilidade se fosse autorizada sua Licença Previa.

A oposição clama pela derrubada. A própria ex-governadora Ana Julia, no seu Blog, critica à SEMA pelo cancelamento da licencia previa. Pouco sabe Ana Julia, deveria ter falado com a Presidenta Dilma, que alertou ao governo do Estado do impacto ambiental que provocaria a derrocada da Pedra. 

Seriam mais de 40 km afetados por explosivos, provocando uma destruição de nascentes do rio e grande variedade de peixes, plantas e biodiversidade do Rio Tocantins. 

A ex-governadora parece não estar bem informada sobre o desastre ambiental que provocaria a ação promovida pelas empreiteiras que querem abrir caminho para navegação de embarcações de grande calado para transporte e escoamento da soja produzida no Estado de Mato Grosso. 

Seria menor o impacto se fosse feito um desvio da pedra de forma a viabilizar a navegação. 

A SEMA PROMOVE UMA ENTREVISTA COLETIVA DE IMPRENSA. VEJA INFORMAÇÃO ABAIXO. 


Data: 15/02/2013 às 11:00
Expiração: 15/02/2013 12:00:00
Local: Secretaria de Estado de Meio Ambiente - sala de reuniões
Endereço: Travessa Lomas Valentinas, 2717, entre Perimetral e João Paulo II
Contatos: Ascom Sema - (91) 3184-3341

Nesta sexta-feira (15), a partir das 11 h, o secretário de Estado de Meio Ambiente, José Alberto da Silva Colares, concede entrevista coletiva sobre o processo de cancelamento da Licença Prévia para o projeto de derrocamento no Rio Tocantins, no trecho entre a Ilha do Borgéa e a localidade de Santa Terezinha do Tauari, compreendendo os municípios de Itupiranga e Nova Ipixuna, na região sudeste, conhecido como Pedral do Lourenço.

Nenhum comentário: