Google+ Badge

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Política - O cineasta Oliver Stone afirmou que o rei Juan Carlos da Espanha deveria se calar e ouvir o chefe Estado venezuelano, Será?

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, não hesitou em brincar com a nova imagem do rei Juan Carlos I da Espanha ao ser recebido nesta sexta-feira no Palácio de la Zarzuela.
"Deixou a barba crescer, como o Fidel", comentou Chávez. O rei, no mesmo tom informal, também não deixou por menos: "É para mudar um pouco o 'look'".
Os dois realizaram uma breve reunião na residência oficial da Família Real espanhola, após a qual não houve declarações oficiais.

Tal como já aconteceu há um ano no Palácio de Marivent, na ilha de Mallorca, o rei recebeu o presidente com um afetuoso aperto de mãos, para alegria das dezenas de fotógrafos presentes no momento.

Chávez aproveitou uma escala na capital espanhola depois de seu giro pelo Oriente Médio, norte da África, Rússia e Belarus.

Em julho passado, Chávez e Juan Carlos deram por encerrado o incidente ocorrido na Cúpula Ibero-americana do Chile, em novembro de 2007, quando o rei espanhol lançou o famoso "por que não te calas?" para o presidente venezuelano, que, na ocasião, insistia em interromper o discurso de Zapatero.

Foi justamente a este episódio que se referiu o diretor de cinema americano Oliver Stone, que apresentou no Festival de Veneza um documentário sobre o presidente da Venezuela. Ele afirmou que o rei Juan Carlos da Espanha deveria se calar e ouvir o chefe Estado venezuelano.

"Vosso rei deveria calar-se e escutar mais a Chávez", afirmou Stone em entrevista ao jornal El País.

O cineasta americano apresentou em Veneza o documentário "South of the Border" (Ao Sul da Fronteira), sobre as mudanças na América Latina depois da chegada ao poder de Chávez.

Leia no
UOL/NOTÍCIAS

Nenhum comentário: