Google+ Badge

sábado, 19 de setembro de 2009

Mineração - Tecnologia e mercados das principais empresas

Rio Tinto se prepara para reiniciar produção de alumina no Canadá


A Rio Tinto anunciou que está se preparando para reiniciar a produção que estava paralisada em sua refinaria de alumina Vaudreuil, na província canadense do Quebec. A unidade vai continuar ajustando a produção conforme as necessidades, segundo Jacynthe Côté, executiva-chefe da Rio Tinto Alcan, divisão de alumínio da mineradora. “A decisão de cortar 25% da produção de Vaudreuil em janeiro passado foi um passo necessário para reposicionar nossos negócios, mas as atuais condições do mercado garantem a retomada dessa capacidade”, afirmou a executiva.


BHP ainda negocia preço do minério de ferro com a China

A mineradora anglo-australiana BHP Billiton ainda está negociando com a China o preço dos contratos de minério de ferro e as vendas para o país têm sido baseadas em “preços provisórios”, de acordo com reportagem do jornal Financial Times, que citou o presidente de marketing da BHP, Tom Schutte.


SA Desgastes lança uma nova utilidade para as empresas de mineração

A empresa AS Desgastes desenvolveu uma nova forma de resolver de forma definitiva, simples e barata o antigo problema do matacão (bloco que não entra no britador primário).

O processo consiste em lançar a esfera de 1 metro de diâmetro com peso de 3.000 kg com uma escavadeira sobre o matacão, quebrando-o por consequência, e em seguida lançar outro matacão sobre a esfera até que esta seja coberta, então a escavadeira carrega a bola e lança sobre outro matacão e assim sucessivamente.

Outro método que pode ser usado é por colocar a esfera sobre o shut de maneira que quando lança o matacão sobre este, ele é quebrado em razão do desnível de aproximadamente 4 metros deste.

A esfera criada pela SA Desgastes em aço especial é uma forma inteligente, rápida e barata de resolver o velho problema das pilhas de matacão acumuladas nos pátios. Com isto fica dispensado para sempre o uso de marteles, rompedores, e explosivos usados anteriormente


Empresas brasileiras mudam foco na China e buscam o mercado local

A crise financeira global está exigindo uma mudança de rota para as empresas brasileiras que se estabeleceram na China. Ao invés de apenas utilizar o país asiático como plataforma de produção barata e exportação para o restante do mundo, os executivos que vivem em Pequim e Xangai agora têm de aprender a conquistar o mercado local. Com a ajuda dos bilhões de dólares que o governo chinês despejou na economia para combater a turbulência, o consumo de produtos manufaturados no país segue em alta.


Empresas de commodities têm espaço cativo

As empresas brasileiras de commodities, como a Vale ou a Petrobrás, são cortejadas na China. Com apenas um pequeno escritório de representação e poucos funcionários, conseguem fechar contratos milionários com as estatais chinesas, porque possuem as riquezas naturais que o país precisa para se desenvolver.


Metais caem em Londres pressionados por dólar e aumento de estoques

Os contratos de metais básicos registram queda na London Metal Exchange (LME), pressionados pela valorização do dólar e pelo aumento nos estoques desses produtos na LME e na bolsa de Xangai. Por volta das 7h05 (de Brasília), os contratos de cobre para três meses tinham queda de US$ 75, a US$ 6.310 por tonelada; os de alumínio perdiam US$ 3, a US$ 1.963 por tonelada; os de zinco cediam US$ 26, a US$ 1.932 por tonelada;


Votorantim: Refinaria de zinco no Peru produzirá 320 mil ton em 2010

A refinaria de zinco da Votorantim Metais em Cajamarquilla, no Peru, vai produzir 320 mil toneladas do metal no próximo ano, após uma expansão da unidade, segundo o gerente comercial da companhia brasileira, Luís Eduardo Woolcott. A produção atual de zinco é de 160 mil toneladas ao ano e sua expansão terá um custo total de US$ 500 milhões, como afirmou Woolcoltt durante a Perumin, uma conferência internacional de mineração na cidade peruana de Arequipa.

Primeira extração de gás natural de MG já tem data marcada

O município de Morada Nova de Minas, a 300 quilômetros de Belo Horizonte, será palco da primeira extração de gás natural no estado em 15 de novembro. Essa é a data marcada pela Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig) para a perfuração do primeiro poço de gás da Bacia do São Francisco.

Exploração de jazidas de fosfato em MT será intensificada

de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme), ontem, para uma reunião de trabalho sonbre a realização de pesquisa mineral de fosfato. O objetivo foi discutir as possibilidades de descoberta do minério na região e ouvir as demandas dos

EBX, de Eike Batista, planeja construir um estaleiro em Santa Catarina

o fim de 2011. Porém, as obras devem começar já em 2010. A EBX atua nos segmentos de mineração, imóveis e energia, entre outros. No entanto, é a nova empresa do grupo, a OSX, que vai operar o estaleiro.

Veja o Relatório completo Aqui

Nenhum comentário: