Google+ Badge

sábado, 8 de dezembro de 2012

Reporter 70 não deve saber de mineração no Pará



􀃔MINERAÇÃO
Consequências
A Secretaria de Indústria, Comércio e
Mineração está preocupada com a chamada
mineração social - de pequeno
porte -, que, na maioria das vezes, é feita
de forma artesanal e, não raro, ilegal.
Os materiais mais explorados estão
ligados à construção civil, como areia,
brita, seixo e argila. Segundo a Seicom,
a mineração social é caracterizada pelo
desordenamento e pela falta de fiscalização
e controle, apesar de sua importância
socieconômica.

Desperdício
A Seicom garante que se o processo fosse
organizado, a economia de vários municípios
do interior paraense teria condições
de crescer e seriam evitados o desperdício
de minérios, o rápido esgotamento
das reservas e a evasão de tributos. Em
apenas um município, São Miguel do
Guamá, há 40 fábricas de cerâmica, responsáveis
pela produção mensal de 30
milhões de tijolos e 9 milhões de telhas.
Hoje, 42% dos empregos diretos saem da
mineração social.

Nenhum comentário: