Google+ Badge

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Solução: Repetir a prova da UEPA

‘Prova da Uepa é malfeita’, ataca químico


O coordenador de Química do Sistema de Ensino e da Faculdade Universo, professor Robson da Silva Gurjão disse nesta quinta-feira (1º), em entrevista exclusiva ao DIÁRIO, que “a banca não tem preparo para elaborar as questões de Química” do vestibular da Universidade do Estado do Pará (Uepa). Segundo ele, as questões “são mal-elaboradas e as respostas equivocadas”.
Depois de denunciar um erro na prova de Química da primeira etapa do vestibular 2012 daquela instituição, que foi anulada, Gurjão voltou a apontar novos erros, nas questões 54 e 55 da prova da segunda etapa, realizada na última segunda-feira.

SEM RELAÇÃO
A questão 54 compara medidas diferentes, como KJ (energia química), com mol (unidade de matéria), que seria o mesmo que comparar quilômetros com quilo, por exemplo, segundo o professor. A questão 55, segundo ele, também está “mal-elaborada”, com “erros da banca”.

Segundo o professor - que é engenheiro químico, com licenciatura plena, especialista e mestre em Química Analítica e doutor em Físico-Química - desde 2009 ele vem corrigindo erros de questões de Química da Uepa e pede para se reunir com a banca para um debate a respeito do assunto, mas só recebe “cartinhas que concordam ou discordam”.

Gurjão afirma que a universidade já entrou em contradição ao tentar corrigir erros como a afirmação de que o raio do ferro é maior do que o do magnésio, em 2009, e depois afirmar que é o magnésio tem raio maior do que o ferro, em 2011.

“Em 2007 a Uepa montou uma pilha com uma “lâmina” de mercúrio e já mandaram medir o volume do ácido sulfúrico (que é um líquido e não um gás)”.
Tais erros já teriam levado colegas seus de outras universidades do país a fazerem chacota com os químicos do Pará.

Gurjão afirma que “não é babá para servir de revisor deles” e que cansou de escrever cartas para a instituição. Ele também afirma que “não existem duas químicas”, discordando da explicação de que as questões se referem a uma química para o ensino médio.

GABARITOS
A Diretoria de Acesso e Avaliação da Uepa divulgou ontem os gabaritos oficiais referentes à 1ª. etapa do Prosel e do Prise - Subprograma XV e à 2ª. etapa do Prosel e do Prise - Subprograma XIV, realizadas nos dias 27 e 28 de novembro, respectivamente. Duas questões foram anuladas na primeira prova: a de número 34, de Matemática, e 43, de Química. Da segunda prova, foi anulada a questão 36, de Física.
Em nota divulgada pela Agência Pará, explica a Uepa que o espaço entre a divulgação dos gabaritos preliminar (liberado horas após a realização dos exames) e oficial “respeita uma imposição do edital dos Processos Seletivos 2012, que garante a possibilidade de candidatos, professores, colégios e cursinhos entrarem com recursos para revisão de questões do certame.”

Uepa diz que há abertura a reclamações
A coordenadora da Assessoria de Comunicação da Uepa, Marcela Conde, disse que a posição do professor Robson Gurjão “é lamentável. A Uepa está de portas abertas para os cursinhos que são parceiros da universidade”. Segundo ela, vestibular “é um concurso público e tem que seguir todo um trâmite jurídico que consta do edital”.

A universidade divulga um gabarito parcial no seu site logo depois da prova e dá 24 horas de prazo para os cursinhos entrarem com recursos. Nesse prazo são feitas reuniões com a banca e são feitas avaliações com a participação dos cursinhos. Só 48 horas depois da prova e depois dessa avaliação é que é divulgado o gabarito oficial. “Toda denúncia que é feita é preciso provar, por isso tem oficializar”.
Marcela disse que Gurjão não pode desconsiderar os professores da banca do vestibular da Uepa que “são gabaritados”. A Assessoria de Comunicação informou ainda que foram feitos três recursos no vestibular 2012 e três questões foram anuladas, duas da primeira etapa e uma da segunda etapa.

  (Diário do Pará)

Nenhum comentário: