Google+ Badge

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Perdi minha aposta, mas os fundamentos estavam certos

Deu no Diário do Pará.

Veja a entrevista ao Candidato ao Senado Jader Barbalho (Extrato da entrevista).


Pergunta do Diário (DOL). 

Mas há uma norma pela qual o candidato responsável por provocar uma nova eleição não pode concorrer. O sr. vai aguardar as eleições de 2014 para disputar o Senado novamente?

Resposta do Jader (JFB) . Neste caso, o agente causador da nova eleição não serei eu. O responsável é o deputado José Eduardo Martins Cardozo que, se fosse candidato no Pará, não poderia disputar. Foi ele quem causou a inelegibilidade porque a questão da renúncia ao mandato não estava na proposta popular da Ficha Limpa.

Se a eleição para senador do Pará for anulada, hoje, não é porque o candidato fraudou, comprou votos ou cometeu abuso de poder econômico. Eu não dei causa à nulidade da eleição.

(DOL). O sr. está dizendo que a culpa é do deputado do PT José Eduardo Martins Cardozo?

(JFB). O único responsável por isto é ele, o coordenador da campanha da Dilma Rousseff a presidente. Foi ele quem colocou uma encomenda do PT do Distrito Federal na lei da qual foi relator. Os radicais comunistas, fascistas e nazistas têm um ponto em comum: não respeitam as regras democráticas.

(DOL). Se o seu problema foi causado pelo coordenador da campanha da Dilma e o sr. obteve 1,8 milhão de votos, o sr. vai dar o troco na eleição do Pará e votar no candidato tucano José Serra?


(JFB). Meu voto é secreto. Mas é certo que os petistas vão pegar pancada na briga pelo governo do Estado. Esta (eleição para o governo do Estado) já foi perdida (pela petista Ana Júlia Carepa) para o Simão Jatene (tucano que disputa o segundo turno com a atual governadora). No restante do território, (a disputa) é mais ampla.

Leia a entrevista completa no Diário do Pará.

Agora, vamos nivelar informações:

Eu tinha dito que o Jader aguardaria a decisão do TSF sobre a "Ficha Limpa" e, dependendo do resultado ele definiria seu voto. De ser favorável, apoiaria à candidata Ana Julia, sempre com o nariz torcido, claro, mas votaria nela. Da mesma forma que declarou, agora, que Ana Julia irá a Apanhar, teria declarado que Ana Julia ganharia neste segundo turno, embora seu voto continuaria secreto!.

Me equivoquei, ele não vota em Ana Julia, mas também, não houve o esperado perdão para ele.
Assim as coisas. Não declara voto em Ana, mas prognostica uma grande derrota do PT no Estado.

Se confirmado esse prognóstico, como parece ser, já que dificilmente Ana Julia conseguirá uma virada de 20%, -está conseguindo 10%, falta muito e o tempo passa rápido-, não termos um culpado e sim vários. Mas o principal será a própria Ana Julia.

Como disse uma tia, quem pariu mateus que o embale.

Agora minha gente. Se Ana Julia consigue essa virada prometida ontem pelos dirigentes do PT para o público que estava no debate, o milagre se chamaria mesmo, Lula da Silva e militância do PT. Lula em suas idas ao Pará contribuiu com 7% e só foi uma vez, no segundo turno. O resto seria a militância do PT.

Entretanto, só aguardando os resultados da última urna.

Não comam ansias, que,

Eleição e mineração só depois da apuração.

Leia uma postagem anterior sobre a decisão do STF.



3 comentários:

Anônimo disse...

Você pode ter certeza,vai acontecer a virada,Ana julia vai ganhar com os seus erros e acertos. Nesse momento temos que evidenciar os acertos,depois faremos uma avaliação dos seus erros para que não se repitam no segundo mandato.
Agora é Ana Julia e Dilma é 13, para o Pará e o Brasil não retroceder.

Anônimo disse...

Prezado Henriques,
Todo mundo responde a alguém, todos ou pelo menos quase todos tem suas convicções e contradições e por elas tem que responder. Alguns vaticinaram, até mesmo o fim do PT e não foi isso que aconteceu, hoje, ainda é o maior partido na preferência dos eleitores.
O segundo aspecto é que os tempos são outros e a conjuntura muda, ou seja, querer creditar a um parlamentar do PT por ter apresentado uma emenda na proposta popular da Ficha Limpa, é tá de brincadeira, ou seja, ele conseguiu, convencer todo o congresso que essa emenda era justa na lei somente porque queria resolver o problema do Distrito Federal, isso sem considerar que também atingiria um companheiro de partido é querer inverter a ordem das coisas.
Se não vejamos, não vi até agora ninguém analisar porque este "nacional" que foi caçado pela lei que está em vigor, ser inquirido pela sua vida pregressa, alguns blogs até citam isso, mas preferem repercutir as ignonímias de um dos ministros do supremo que ataca a lei, dizendo que discorda dela em tese, em seu cerne. Isso não é verdade, ele discorda porque a lei é oriunda de interesse popular e na concepção dele isso não pode prosperar, chegando ao ponto de afirmar que ela flerta com o nazifacismo, ora faça-me o favor. Chegou inclusive afirmar ser esta lei casuística, a barbarie da barbarie. Porque? Será porque ela atinge gente graúda que sempre este aprontando contra o erário público e infelicitando milhares de brasileiros
Fico impressionado com algumas máximas que acontecem na seara do contraditório! Alguns articulistas repercutem aquilo que julgam o mais correto e esquecem de que essa lei, um anseio popular coerente, autêntico e restaurador da coisa pública e portanto tem que sim afastar os maus políticos de toda sua vida pregressa de crimes contra a coisa pública. Ora, esses cidadãos devem como qualquer outro responder por seus processos e agora não bastasse isso, tornaram-se inelegíveis por 8 anos.
O que vejo, é já começarem a dizer como já se passou 07 anos da sua renuncia ele só teria que cumprir mais 01 ano. Não entendi, nesse período ele não era deputado federal por dois mandatos, portanto, gozando de seus plenos direitos individuais e políticos. Entendo, salvo engano que ele deve cumprir os 08 anos de sua inegebilidade a partir da setença proferida pelo STF, ocorrida na última quarta-feira. Isso significa que, se estou correto, em meu raciocínio, estamos livres desse "nacional" para sempre ou pelo menos nos próximos 08 anos.
Quanto a eleição aqui no Pará, compartilho com o argumento do (a) anônimo (a) que me atencedeu, vamos ganhar de virada domingo com Dilma lá e Ana cá. Até porque se isso, não acontecer, certamente não será pelo peso que o "nacional" pensa ainda ter. Ele perdeu o trem da história e, isso trará consequências aos negócios da famiglia Barbalho e, quanto ao seu filho terá sepultada sua pretensão de chegar ao governo. Ele poderá provar de seu próprio veneno, quando comprou muitas prefeituras psdbistas neste último período. Quanto a votar ou não na Ana, aí reside, ao meu ver, o principal erro da governadora que foi ficar mantendo essa turma durante todo seu governo, quando eles fizeram sistematicamente oposição ao governo através de seus meios de comunicação. O correto era ela ter feito como o governador da Bahia, quando botou pra fora todos os que na prática iriam lhe fazer oposição, mesmo sendo do governo.
Portanto, caro blogueiro sei que é difícil enfrentar essa turma, eles são poderosos. Não estou lhe criticando, até porque posto esse comentário como anônimo, mas pelo menos mantenha uma certa linha buscando compreender que são novos tempos.
Quem sabe viveremos a força do poder popular!!!
Fora todos os políticos corruptos de nosso estado e do Brasil!!!
Um grande abraço e continue permitindo o bom debate... ou seria o bom combate!!!

GONZALO ENRIQUEZ disse...

Caros anônimos das 7:49 e das 12:26

Confesso que não gosto muito entrar no debate dos leitores do Blog do Enriquez, apenas aceito comentários, críticas e sugestões.

Também, não pretendo influenciar a ninguém e o blog não pertence a nenhuma corrente política, nem de esquerda nem de direita. Ele não foi criado para realizar campanha eleitoral. Tenho o maior interesse em continuar com minhas postagem de temas que gosto e sobre os quais tennho trabalhado nos últimos 15 anos.

As vezes , como hoje, faço alguns comentários, porque ninguém é de ferro.

Postei um sobre o sentimento dos militantes e simpatizantes do PT paraense, aqueles com os quais tenho conversado e em geral sobre pessoas que tinham criado expectativa de uma mudança no Pará.

Concordo, o PT não vai desaparecer, só se transforma-ra e irá adequando-se às "circunstancias" (como diria Marx, no 18 Brumário de Luis Bonaparte).

Deixo também uma outra reflexão de um jovem revolucionário frances que disse que "quem faz revoluções pela metade, não faz mais do que cabar seu próprio túmulo".

Embora não seja uma proposta de revolução, mas no Pará, foram muitas as expectativas criadas e veja no que deu.
Abç,