Google+ Badge

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Aniversário na UFPA lota auditório

Agência de Inovação Tecnológica e  a Incubadora de Empresas promovem Evento de aniversário


A Agência de Inovação Tecnológica e o PIEBT|Universitec, da Universidade Federal do Pará (UFPA), completa 18 anos de contribuição para o desenvolvimento do empreendedorismo baseado em ciência e tecnologia e na disseminação da transferência de conhecimentos gerado na UFPA.

Para comemorar essa importante data, a Universitec promoveu nesta sexta-feira, 24 , um evento que contou com a apresentação de cases de sucesso de empresas que fazem parte da Incubadora, bem como as que já estão no mercado, além de serem apresentadas as metas para os próximos anos.
Reitor com palestrantes no evento
Estiveram presentes o reitor da Universidade, Carlos Edilson de Almeida Maneschy; o pró-reitor de Pesquisa e Pós Graduação, professor Emmanuel Zagury Tourinho; o secretário de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), Davi Leal; o coordenador do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), Ronaldo Lima, além de empresários, representantes do Sebrae, do Banco do Brasil, entre outros parceiros da Universitec, da Incubadora e da Universidade. O Evento lotou o auditório da Agência de Inovação. 

Durante a cerimônia, o reitor Carlos Maneschy foi homenageado por sua importante contribuição como diretor da Fadesp, período em que a Incubadora foi implantada. Maneschy foi fundamental para o desenvolvimento e consolidação da Incubadora de Empresas de base Tecnológica da UFPA. Outro homenageado foi o professor Douglas Gabriel Domingues pela inestimável contribuição ao ensino da disciplina Direito Industrial e a consolidação da proteção do setor de Propriedade Intelectual da UFPA, que, atualmente, integra a Universitec como Coordenadoria de Propriedade Intelectual.

Professor Maneschy recebe Homenagem da Pró-reitora Marlene Freitas
Maioriade bem-sucedida - Ao longo desses 18 anos da Incubadora-PIEBT, já foram apoiadas 42 empresas/projetos, nas áreas de biotecnologia, produtos naturais, alimentos, cosméticos, dermocosméticos, fitoterápicos, energia, tecnologia da informação, comunicação e design e, em geral, empresas voltadas para o aproveitamento da biodiversidade da Amazônia.´

Apesar de serem mais de 40 empresas que passaram pela Incubadora, foram selecionadas duas empresas como vitrine da Incubadora ao longo desses 18 anos. Uma delas pelo sucesso alcançado nas suas ações de empreendedorismo e no uso de riquezas naturais para fabricação de cosméticos, a Empresa Chamma da Amazônia, representada pela empresária Maria de Fatima Chamma; e a segunda, pela sua enorme capacidade para desenvolver processos de inovação tecnológica na elaboração de seus produtos originados da Biodiversidade, a empresa Amazon Dreams, que foi representada pelo professor doutor Herve Louis Ghislain Rogez .

Projetos inovadores - Como parte das suas atividades e foco de atuação do PIEBT, durante esses anos, foram apoiados a criação e o desenvolvimento de projetos inovadores de alunos, professores, pesquisadores e da sociedade em geral, que contavam com potencial para transformarem-se em produtos, serviços ou processos dotados de tecnologia agregação de valor, que contribuíssem para o desenvolvimento do Estado.

Na ocasião, foi proposto pelo secretário de Estado de Indústria, Comercio e Mineração, Davi Leal, um acordo de cooperação técnica entre a Secretaria de Estado e a UFPA, por meio da Universitec, para o desenvolvimento de ações com objetivo de incentivar o empreendedorismo no Estado.

Atualmente, o PIEBT possui nove empresas incubadas e seis projetos pré-incubados, dentre os que já passaram ou ainda estão instaladas na Incubadora, encontram-se Chamma da Amazônia, Amazon Dreams, Inovar, Digitalizar, Dynamis Techne, ITAIC, BIO+, Amazon Biotec, Mundo Digital Interativo e Syanz. Entre as que receberam premiações regionais e nacionais, estão Chamma da Amazônia e Amazon Dreams. Ambas já têm forte atuação nos mercados nacional e internacional.

Serviços - Com um espaço físico especialmente construído para alojar temporariamente micro e pequenas empresas, a Incubadora-PIEBT oferece uma série de serviços, tais como cursos de capacitação gerencial, assessorias, consultorias, orientação na elaboração de projetos a instituições de fomento, serviços administrativos, acesso a informações entre outros. A Incubadora é reconhecida por oferecer suportes técnico, gerencial, operacional e agilizar o processo de inovação tecnológica nas micro e pequenas empresas.

Para o diretor da Agência de Inovação Tecnológica (Universitec), professor Gonzalo Enriquez, da qual a Incubadora faz parte, a Incubadora vem cumprindo o seu objetivo principal, que é promover e disseminar o empreendedorismo inovador na comunidade acadêmica e empresarial local. Entretanto um dos desafios mais importantes, não apenas da Incubadora, mas também da própria Agência de Inovação Tecnológica (incluindo o PIEBT, a área de serviços de laboratórios e de propriedade intelectual), consiste na criação de um Ambiente de Inovação na Universidade, em conjunto com seus importantes Stakeholer, que se constitua em uma referência para a Amazônia.

Texto: Ascom/ Universitec
Fotos: Alexandre Moraes

Nenhum comentário: