Google+ Badge

domingo, 28 de novembro de 2010

Economia e finanças - Oito passos para sair do endividamento. Dinheiro, dívidas, salário, cartão, cheque e limites.

 O aumento da oferta de crédito no mercado foi um dos bons indicadores da economia brasileira nos últimos anos, mas a facilidade veio acompanhada do crescimento da inadimplência. O problema pode ser causado pela ausência de um programa de educação financeira  que oriente a população sobre as implicações de lidar com financiamento e taxa de juros.


Oito passos para sair do endividamento

1. Faça uma lista com o dinheiro que você recebe no mês. Inclua salário, pensão, rendimentos da poupança etc. Não inclua seu cheque especial ou limites de cartão.

2. Faça uma lista com todas as contas que você paga no mês. Não inclua o pagamento das suas dívidas.

3. Faça uma lista com todas as suas dívidas. São consideradas dívidas todas as prestações. As dívidas com taxas de juros mais altas devem ser as primeiras da lista. Lembre-se: todo pagamento parcelado é maior dos que os feitos à vista.

4. Veja se você tem dinheiro para pagar suas dívidas. Não esqueça que você não deve deixar de pagar ou atrasar uma parcela, pois os juros e multas fazem com que sua dívida aumente ainda mais.

5. Diminua seus gastos. Pense como economizar em cada despesa: luz, água, lazer etc.

6. Substitua suas velhas dívidas por novas dívidas que você consiga pagar. Você pode quitar sua antiga dívida fazendo um novo empréstimo, desde que tenha taxas de juros mais baixas do que as que você paga atualmente.

7. Procure empresas que emprestam dinheiro. Identifique os financiamentos que têm taxas de juros menores que as suas dívidas atuais.

8. Faça um novo empréstimo para quitar suas antigas dívidas. Só faça uma nova dívida para pagar as dívidas antigas se a taxa de juros for menor e se você tiver como pagar o novo empréstimo

Nenhum comentário: