Google+ Badge

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Elaições Pará - Alguém quebro a cara, aos pedaços

As pesquisa poderiam servir, apenas, para consumo interno, para mostrar tendência e ajudar ao candidato a melhorar estilos da campanha, programa ou alterar algúm tópico em particular.

De maneira geral, elas são compradas (obvio), mas depois de feitas o dono da empresa (as IBOPE, DATAFOLHA, VOX PÓPULI e nossa Veritate da vida, vendem o produto para ser publicado, outorgando um "upgrade" ao cliente. Assim, a pesquisa vai para a rua e o eleitor, menos informado, acha que o pleito já está definido, pronto........: o crime eleitoral está consumado.

Veja essa pequena diferença entre IBOPE e realidade.


Carlos Augusto Montenegro (Presidente da IBOPE), já ouviste alguma vez a expressão: "tu é um C.... de M....."?


Nenhum comentário: