Google+ Badge

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Internacional - Micheletti decreta toque de recolher em todo o território de Honduras



TEGUCIGALPA - O presidente interino de Honduras, Roberto Micheletti, decretou um novo toque de recolher em todo o território nacional, que deve vigorar entre as 16h desta segunda-feira e as 7h de terça, sempre no horário local. As informações são do jornal local La Prensa.

Zelaya volta a Honduras e se refugia na embaixada do Brasil
Zelaya voltou a Honduras por meios próprios, diz Amorim

A medida é anunciada horas após o retorno do mandatário deposto, Manuel Zelaya, que cruzou a fronteira quase três meses depois de ser deposto e expulso do país pelas Forças Armadas, no golpe de Estado ocorrido no dia 28 de junho. Ele está na embaixada do Brasil.

Ainda de acordo com o La Prensa, Micheletti também convocou uma reunião emergencial junto ao Conselho de Ministros, os presidentes do Congresso e da Corte Suprema, a Cúpula Militar e o comando da Polícia Nacional. O objetivo do encontro é avaliar as medidas que poderão ser tomadas a partir de agora.

Inicialmente, quando foi anunciado o retorno de Zelaya, Micheletti desmentiu a informação, atribuindo-a a ações de "terrorismo midiático".

“Dia de festa”

Manuel Zelaya confirmou à rede de TV Telesur que está abrigado na embaixada do Brasil em Tegucigalpa. Ele agradeceu o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ainda afirmou que o secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), José Miguel Insulza, chegará a Tegucigalpa na terça-feira para mediar a crise política no país.

Dirigindo-se às Forças Armadas, Zelaya pediu que "não haja violência, nem armas". "As pessoas que estão com a gente estão desarmadas, pacificamente, gritando lemas com alegria porque hoje, logicamente, é um dia de festa para nós", afirmou Zelaya.

Desde que foi anunciado o regresso do presidente eleito, a administração interina enviou às ruas um grande número de militares.

Milhares de pessoas aguardam do lado de fora da embaixada brasileira a aparição do presidente hondurenho, que há duas semanas advertiu que regressaria ao país antes do final deste mês.

Zelaya foi deposto da Presidência no último dia 28 de junho. Em seu lugar assumiu o presidente interino Roberto Micheletti.

(Com informações de AFP, Ansa e BBC)

Nenhum comentário: