Google+ Badge

sábado, 1 de março de 2014

A torcida fala


Só alguns? 


Diário do Pará.

O empate diante do Nacional, jogando em pleno Mangueirão, ainda ecoa pelos corredores do estádio Evandro Almeida. Apesar de a informação ser extra-oficial e não confirmada pela presidência do clube, a cúpula azulina teve uma reunião para discutir os rumos da equipe, sobretudo que postura adotar diante do temor para o próximo confronto contra o Naça.

Quando consultado, o presidente do Remo, Zeca Pirão, disse que não houve reunião para discutir a situação de Charles. “Não existiu isso. O que houve foi apenas uma reunião entre eu e os membros da diretoria de futebol. As pessoas falam muito. O Charles segue prestigiado como sempre e continua no comando do Clube do Remo”, disse. Estiveram presentes, além do presidente, o vice, Marco Antônio “Magnata”, e o gerente executivo de futebol, Emerson Dias. O diretor de futebol, Thiago Passos, e o vice-presidente de futebol, Henrique Custódio, foram as únicas ausências.

Por outro lado, o próprio técnico Charles Guerreiro teria feito alguns pedidos e promessas ao mandatário. Uma das cobranças teria sido para a aquisição de uma barreira, que servirá aos treinamentos de falta. Pirão já teria feito a encomenda. Entretanto, ele cobrou, mais uma vez, uma mudança radical na postura do técnico, que devolveu prometendo conquistar a classificação na Arena da Amazônia, no próximo dia 9.

O presidente também desmentiu que houvesse, por parte da diretoria, algum contato com Flávio Lopes e Zé Teodoro. Mas o último, ex-técnico do Santa Cruz, disse ter recebido o contato de um diretor. Segundo Pirão, mesmo que haja interesse, quem contrata é ele e a situação, apesar de especulada, não procede. É a terceira vez que rumores de uma possível saída de Charles Guerreiro do Clube do Remo, surgem sem o consentimento da presidência azulina.

(Diário do Pará)

Nenhum comentário: