Google+ Badge

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Novo livro sobre o caso Isabella - Autor diz que pedófilo matou garota

Alagoano George Sanguinetti afirma que menina sofreu violência sexual.
Promotor critica obra a ser lançada em SP; casal Nardoni foi condenado.

Sem a mínima preocupação para não agredir à inteligência dos leitores, o autor de uma panfleto que não alcança 100 páginas culpa a um suposto pedófilo o assassinato da criança Isabella Nardoni e questiona o laudo policial, a sentencia dos juízes.


Se comparadas com as toneladas de documentos periciais que gerou o caso, em torno de 5 mil paginas esse panfleto parece uma piada de mal gosto, uma verdadeira ofensa à inteligência de quem quer que seja.

Veja a notícia abaixo.

Está previsto para o fim deste mês o lançamento de mais um polêmico livro sobre o caso Isabella, que terminou em março deste ano com a condenação do casal Nardoni pelo assassinato da menina, em 2008. “A morte de Isabella Nardoni - Erros e Contradições Periciais”, do médico alagoano George Sanguinetti, discorda da versão oficial da Justiça, que diz que Anna Jatobá tentou esganar a enteada e Alexandre Nardoni jogou a filha pela janela após uma discussão.

Em apenas 87 páginas, ele critica o trabalho dos peritos e volta a reafirmar a existência de uma “terceira pessoa”, mas, desta vez, “revela” quem seria o criminoso. “Um pedófilo matou Isabella Nardoni e ela sofreu violência sexual, foi abusada sexualmente”, resumiu o autor por telefone ao G1, na sexta-feira (7). Essa tese sugere que o pai e a madrasta de Isabella são inocentes.

Leia a matéria completa no portal da Globo G1 Aqui

Nenhum comentário: