Google+ Badge

sábado, 25 de junho de 2016

A Lei Rouanet e o Louvre


Eu não trocaria Leonardo por Caetano. do blog o Antagonista.






O dado está na Folha: de 1992 a 2011, artistas brasileiros e internacionais captaram 11,7 bilhões de reais, via Lei Rouanet -- ou seja, por meio de renúncia fiscal. O que voltou para os cofres públicos? Nada. E estamos cada vez mais incultos.

O Antagonista faz a comparação: no mesmo período, o governo francês gastou no máximo 8,8 bilhões de reais com o Museu do Louvre, cuja receita anual variou entre 2 bilhões e 400 milhões de reais e 4 bilhões de reais. Com isso, o museu não só aumentou o seu acervo, como abriu filiais -- e, assim, contribuiu enormemente para impulsionar a indústria turística na França, além do acesso à cultura de cidadãos do mundo inteiro.

Nenhum comentário: